Homeostase ou Equilíbrio

Durante o exercício físico, o organismo se depara com enormes demandas que acarretam muitas alterações fisiológicas, gerando adaptações agudas e crônicas em todos nossos sistemas. O equilíbrio dessas alterações chama-se homeostase: tendência que todos os corpos têm, dentro de certos limites (individualidade biológica), de manter um meio interno constante.

Sabendo que a homeostase deve ser mantida para que se viva saudavelmente, a periodização dos exercícios para pessoas com idades cronológicas de 35 anos em diante, aproximadamente, se torna primordial e eficaz para o antienvelhecimento.

Treinos com altos volumentos(tempo de duração) e /ou muito intensos, aumentam significativamente o estresse oxidativo, a liberação de radicais livres na corrente sanguínea, o aumento de enzimas de desgaste muscular (Ck, CKMB, LDH) que comprovam intenso desgaste físico e lesões celulares severas, sem contar no aumento do Hormônio Cortisol (estresse e desequilíbrio da homeostase) e diminuição do Hormônio Testosterona (importante na manutenção do tecido muscular e queima de gordura).

Todos esses eventos descritos acima podem acarretar o envelhecimento biológico precoce e, até o surgimento de doenças, causadas pelo enfraquecimento do nosso Sistema Imunológico.

Portanto, uma dieta equilibrada, elaborada por um(a) Nutricionista, uma periodização de treinamento coerente para as demandas do indivíduo acima dos 35 anos e a obtenção de um sono de qualidade, são fatores importantíssimos para a manutenção da homeostase e consequente antienvelhecimento biológico.

Ficou com alguma dúvida?

Entre em contato conosco, ficaremos felizes em ajudar!